Sobre a inveja

Sem título

Em meio a leituras aleatórias, encontrei uma fábula indiana interessante.

Em uma viela, dois indivíduos pobres retornavam para a casa, quando avistaram uma lâmpada mágica.

Desesperados, correram e a esfregaram, ao mesmo tempo.

Obviamente, saiu um gênio. Porém estava confuso, pois não sabia quem havia esfregado a lâmpada primeiro. Sendo assim, deu aos pobres sortudos a seguinte condição:

“-Não posso agir com injustiça escolhendo um aleatoriamente. Dessa forma, concedo somente um desejo a vocês. Aquele que desejar, fique atento: aquilo que um escolher, o outro terá o dobro.”

Eufóricos, já pensavam o que poderia ser pedido:

“-Que felicidade, agora assim poderemos sair da miséria!”

Entretanto, um dos indivíduos, mais forte que outro, pensou na condição do gênio. Pois se fosse o primeiro a pedir, o outro teria o dobro que ele. Acabou concluindo que era injusta a situação, era ELE o merecedor da maior parte.

Desta feita, agarrou o indivíduo mais fraco e o ameaçou, mandando-o desejar, caso contrário, seria assassinado.

Sem escolha, o mais fraco olha para o gênio e sentença:

-Quero ficar cego de um olho!

Moral da história: na vida, o referencial sempre é você.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s